Posts Tagged ‘blog Carbura’

Dog House Studio – Blues Rock 5

16/07/2013

 

Produzido por Marcelo Terra

Gravado no Dog House Studio
Porto Alegre – RS / Brasil

Bom galera não era pra eu botar no ar esse som ainda, mas afobadinho que sou, não resisti! Então esta ai, essa foi a primeira guita que coloquei nesse som. Foi assim de prima sem pensar muito; logo vai ter repetecos de reefs, algumas bolas na trave, um improviso mesmo! Depois quando eu refazer esse som com as guitas valendo eu posto de novo e tiro do ar essa versão! “Confiram ai” — Abrazzs p/todo mundo!

Dog House Studio – facebook                                                           https://www.facebook.com/doghouseprodutora

MySpace Dog House
http://www.myspace.com/doghouseprodutora

Anúncios

Pra quem gosta de sentir uma dorzinha básica

03/06/2011

A Tocandira (Paraponera clavata) é uma formiga grande, cerca de 22 mm de comprimento e extremamente agressiva. Sua picada é tão dolorosa que faz um homem rolar no chão de tanta dor, que pode durar até 20 horas. Algumas tribos de índios empregam as picadas de Tocandiras em cerimônias de iniciação e como prova da virilidade de candidatos ao casamento. Meninos de oito a nove anos são vestidos com mangas de algodão, que possam ser amarradas pela parte de cima e pela de baixo. As formigas são colocadas dentro e picam os garotos. O menino é então levado para ser cuidado pelas mulheres. Assim que se recupera o ritual se repete. Esta cerimônia é continuada até a idade de quatorze anos, quando o rapaz aprende a suportar a dor, sem dar sinal de sofrimento, visto que se acha emancipado e pode casar-se.
….


Steve Brackshall explora a Amazônia em busca da venenosa formiga tocandira, a mais poderosa de sua espécie. Em um ritual indígena, ele será picado nas mãos por 300 delas e terá que suportar a dor.

….
Fonte
http://ambientes.ambientebrasil.com.br

A ascensão dos macacos – “Rise Of The Planet Of The Apes” – Lançamento em Agosto

02/06/2011

Rise of the Planet of the Apes, é o novo filme da série Planeta dos Macacos. Uma história que conta a origem, o que aconteceu para os macacos ascenderem na evolução e conseqüentemente o início de uma guerra pela supremacia do planeta.

A novidade é que, desta vez, os personagens protagonistas serão criados por computador e não serão interpretados por humanos maquiados como macacos.

Na trama, James Franco vive um cientista que trabalha na São Francisco dos dias atuais com engenharia genética para o tratamento de doenças. César (gestos de Andy Serkis) é o nome do primeiro supermacaco, resultado de experiências para combater o Mal de Alzheimer, dotado de inteligência superior e capacidade de fala. Ao ser traído pelos humanos, César começa uma campanha violenta para reinvindicar os direitos símios entre os homens.


….

Brian Cox, Tom Felton, John Lithgow e Freida Pinto estão no elenco. A WETA Digital, empresa de Peter Jackson que trabalhou na trilogia O Senhor dos Anéis, Avatar e Distrito 9, cria em Rise of the Planet of the Apes, pela primeira vez na franquia Planeta dos Macacos, macacos realistas em computação gráfica.

Rupert Wyatt dirige a partir de roteiro de Amanda Silver e Rick Jaffa. Rise of the Planet of the Apes estreia em 5 de agosto nos EUA e no Brasil.
….


….

Fontes
www.sidneyrezende.com/
www.omelete.com.br/

MythBusters Carbura – “Saiba quem é TonioLo!”

16/04/2011

Vida de Lobão nos cinemas – Autobiografia “50 anos a Mil” vai virar filme

08/03/2011

O livro Lobão: 50 anos a Mil (Nova Fronteira, 600 páginas, R$ 59,90), autobiografia de João Luiz Woerdenbag Filho, o cantor e compositor Lobão, vai virar filme. A obra teve direitos vendidos ao produtor de cinema Rodrigo Teixeira.

Escrito por Lobão e pelo jornalista Cláudio Tognolli, o livro conta, em um volume fartamente ilustrado, a história do menino que queria ser jogador de futebol e padre, mas acabou se transformando em um dos grandes nomes do rock brasileiro. As músicas, os amigos, as confusões com a polícia, as peripécias e tristezas vividas pelo cantor transbordam na obra em ritmo frenético, “a la Indiana Jones”, como ele mesmo define.

Pesquisa
O texto foi baseado em extensa pesquisa: notícias publicadas na grande imprensa, nos últimos 30 anos; os inúmeros processos judiciais que Lobão teve de responder ao longo de seus 53 anos; entrevistas com um sem número de pessoas, ligadas de algum modo ao cantor e compositor.

O material jornalístico vem intercalado em capítulos à parte que, segundo Lobão, estão lá “pra ninguém dizer que sou louco e estou inventando história”. Ele conta mais: “Me tratei como um personagem. No começo, estava seguindo um caminho mais existencialista. Mas depois optei pela velocidade e intensidade. Como se fosse Indiana Jones”.

A partir de sua trajetória turbulenta, Lobão traça um painel daquela geração da música pop brasileira, construída e consagrada entre o final dos anos 1970 e meados dos 1980.

Sua relação de amizade e de profunda admiração com Júlio Barroso – compositor, poeta, articulador cultural e líder da Gang 90 – e o desespero diante de sua morte, acompanhado de Cazuza, seu inseparável companheiro nas loucuras vividas nos anos 80, dão o tom da narrativa, já na abertura do livro.

Estão lá, entre outros tantos, Marina Lima, Elza Soares, Ritchie, Cazuza, Lulu Santos, Evandro Mesquita, os Titãs, a Gang 90, Herbert Vianna. Os desentendimentos com este último mereceram espaço generoso. Lobão coleciona uma série de histórias que, segundo ele, comprovam uma “obsessão” do líder dos Paralamas do Sucesso por sua pessoa, incluindo plágios e sabotagens.

fonte: Matéria do site da revista Rolling Stone Brasil
http://www.rollingstone.com.br/secoes/novas/noticias/vida-de-lobao-nos-cinemasnos/

Planando em Marte

29/11/2010



Há mais de 30 anos, satélites, sondas e jipes têm explorado Marte, quase que continuamente. Esses instrumentos já revelaram que Marte teve condições de ter abrigado vida no passado, ou mesmo de abrigar vida hoje, com a descoberta de água congelada no seu polo norte, ou as plumas de metano em sua atmosfera. Estudos mostram que vida microbiana poderia subreviver no subsolo, a uma profundidade de 30 centímetros, por exemplo.

Marte é relativamente bem pesquisado, com satélites em órbitas elevadas que produzem informações com precisão de centenas de quilômetros e têm um alcance global, ou com sondas estáticas ou móveis que colhem dados com precisão de centímetros, mas têm cobertura de alguns quilômetros, se tanto. Existe um meio termo ainda inexplorado, mas muito promissor para as “plataformas aéreas”.

Plataforma aérea é o termo técnico-chique para aeroplanos. Sim, tem gente pensando (seriamente) em soltar aviões em Marte! Aviões-laboratório poderiam ser lançados e voariam na atmosfera de Marte a uma altura de 1,5 km, mais ou menos. Deste ponto de vista, esses instrumentos poderiam preencher uma lacuna ainda inexplorada de Marte: os satélites estão todos muito alto e os jipes estão todos muito baixo.

Na verdade, já existe um projeto muito adiantado para um avião desses, o Ares, que tem um protótipo desenvolvido. Ele foi um dos quatro finalistas que concorreram para financiamento da Nasa em 2002, mas a vencedora daquela concorrência foi a sonda Phoenix.

Os objetivos da missão do Ares seriam estudar o magnetismo da crosta de Marte, a composição química, a estratificação e a dinâmica da atmosfera, bem como da presença de água próximo à superfície. Para o estudo da atmosfera, o Ares pode recolher amostras a cada 3 minutos durante seu voo, que cobriria mais de mil quilômetros da superfície marciana. Mas seu principal uso seria sobrevoar montanhas, vales e qualquer terreno acidentado – evitado pelos jipes e sondas de superfície.

A viabilidade do projeto já foi provada com um teste em 2002, quando um protótipo 50% menor que o original foi lançado a 35 km de altitude por um balão de hélio. Ele se soltou sozinho, se desdobrou e após 90 minutos de voo pousou tranquilamente em uma pista. Na versão original, o Ares tem 5 metros de comprimento e 6,5 m de envergadura.

Na missão real, o aeroplano seria lançado a uns 30 km de altitude e teria de se desdobrar também. Depois disso, um foguete o colocaria na altura correta e ele passaria a coletar seus dados. Uma grande desvantagem é que seu suprimento de combustível só daria para manter o voo durante duas horas. Comparativamente, os jipes marcianos estão durando anos. Os satélites, quase uma década. Mas antes de acabar o combustível, o Ares poderia pousar suavemente e passar a atuar como uma sonda estática, como a Mars Polar Land ou a Phoenix.

Testado e aprovado, o Ares aguarda por financiamento da Nasa para finalmente voar em Marte.

Fonte: Matéria do site G1 – Observatório – por Cássio Barbosa

Móica toca no Live Sport Pub nesta quinta-feira!

21/10/2010

Alexandre Móica, também guitarrista dos Acústicos & Valvulados toca hoje quinta-feira no Live Sport Pub com seu trabalho solo acompanhado especialmente para esse show por Júlio Sasquatt (Baterista do Júpiter Maça e Blackbirds) e Gabriel Guedes (Guitarrista/Baixista da Pata de Elefante), duas figuras já clássicas da cena roqueira/musical gaúcha.

Móica tocará músicas de seu disco solo e clássicos do rock no show intitulado “O Desafio do Rock”, onde estará desafiando a todos os músicos no local que tiverem coragem de subir ao palco para tocar um rock. A noite promete somente emoções fortes.

Confiram tbm MySpace do Móica:
http://www.myspace.com/moicarock

O QUE: Show com MÓICA – Desafio do Rock: tocando músicas do seu disco solo mais clássicos do tempo do vinil.
QUANDO: quinta-feira, 21 de outubro de 2010 – 22 hs
QUANTO: Ingressos a R$ 10,00 (dez reais) até as 23h. Após R$ 12,00 (doze reais)
ONDE: LIVE SPORT PUB – Rua Dr. Barcelos, 435 (Esq. Wenceslau Escobar) – Assunção – Porto Alegre / RS
INFORMAÇÕES:
www.livesportpub.com.br – 51 3273.6489 – contato@livesportpub.com.br

Karaoke Party…Overdrive Com Alma Fuzz. Alto e Intenso!!!

14/10/2010


Móica nosso grande pesquisador, alquimista, sempre em busca do timbre perfeito chegou um dia desses em um ensaio da TRI AMIGOS com esta maravilha, verdadeira “Caixinha de Pandora do timbraço”, o “Karaoke Party”, um overdrive com a alma de um fuzz!

Confiram o que ele diz sobre o pedal:

“Comprei um desses!!! Se procura algo comum e pop cuidado!!! Esse é um pedal super versátíl, é digamos um overdrive com um som grosso e acrescenta uma nitidez sonora absurda. Ele deixa o som muito mais grave e agudo, dá aquela gordura ao estilo fuzz face mas com um som bem mais aberto e quando usado com humbuckers beira a um fuzz…tem o mesmo “defeito” do fuzzface…se você sabe usar o botão de volume da sua guitarra, depois que liga esse pedal você não consegue mais desliga-lo, mesmo nos timbres mais rockabilly ele faz toda a diferença! Tem um volume brutal e cristalino que tbm pode ser usado como booster. Absurdamente leve, e se olhar dentro você pode achar que ele é mágico, pois tem apenas 6 peças dentro(Veja na foto abaixo) os jacks estilo dunlop(2 contatos para a ponta do plug) entregam uma qualidade superior.”

fonte: Matéria do Blog do Móica – Bafo de Rock
http://bafoderock.blogspot.com/

Apanhador Só – “Aposta MTV” – Vote!

10/09/2010

– Indicada à categoria ‘Aposta MTv’, do Vídeo Music Brasil, resposável por um dos álbuns mais elogiados pela imprensa nacional de 2010 a banda Apanhador Só encontra maneiras incomuns para usar estilos e gêneros – reinventados a ponto de eventuais influências se tornarem irreconhecíveis. Tomadas por espírito aventureiro, arranjos sofisticados e sabedoria ancestral, as canções do disco de estreia do quarteto, como “Um Rei e o Zé”, “Balão-de-Vira-Mundo”, “Maria Augusta”, e “Vila do 1/2 Dia”, reverenciam o legado da música brasileira e equilibram pop com experimentalismos. Com agenda recheada de shows pelo Brasil, o grupo já contabiliza quase 10 mil downloads do álbum em seu site (apanhadorso.com), acabam de lançar vídeo-clipe de “Prédio” e também preparam novo single, “Na Ponta Dos Pés”. Formada há quatro anos em PoA, a Apanhador só é Alexandre Kumpinski (Voz e Guitarra), Felipe Zancanaro (Guitarra), Fernão Angra (Baixo) e Martin Estevez (Bateria).



CONTATOS
apanhadorso@gmail.com
Felipe Zancanaro (51)8414-8420
MYSPACE
http://www.myspace.com/apanhador
MTV – votação
http://vmb.mtv.uol.com.br/votacao/aposta-mtv

fonte: Matéria Site do Estúdio Music Box – Banda Do Mês
http://www.musicboxestudio.com.br/

Dia mundial do Rock – 13 de Julho 2010

13/07/2010

“(O rock and roll) é a mais brutal, feia, desesperada e viciada forma de expressão que eu já tive o desprazer de ouvir. Ele é escrito e cantado, na maior parte, por estúpidos cretinos (e) por meio de suas reiterações imbecis e letras hipócritas – obscenas – na verdade sujas. O rock and roll consegue ser a música marcial para todo delinquente de costeletas (e cabelos compridos) na face da Terra.”
*Frank Sinatra, em uma audição no Congresso americano em 1958.*

**Parabéns a todos que amam o rock! Que continuem a usar costeletas, cabeludos e sujos por muitos e muitos anos! Amém!**